O MERCOSUL lançou uma nova edição do Prêmio de Pesquisa em Políticas Sociais, tendo como foco os cidadãos e seus direitos.

Serão três as categorias premiadas: trabalhos de pesquisa de estudantes de graduação, trabalhos de pesquisa de profissionais graduados e teses de pós-graduação. O/a ganhador/a de cada uma das categorias será premiado com 1.000 dólares. Também, estão previstos: o reconhecimento por meio de certificação de mérito dos autores e a publicação específica dos 12 melhores trabalhos de pesquisa e de três teses ou monografias de pós-graduação.

Também contará com apoio de universidades, como Universidade Nacional de Quilmes, Universidade Nacional de Pilar, Universidade Nacional de Assunção/Faculdade de Ciências Sociais, Universidade Federal da Integração Latino-Americana, Universidade Nacional de Missiones, Universidade Nacional de Três de Fevereiro e Universidade Federal de Grande Dourados (em especial, Programa de Pós-Graduação em Fronteiras e Direitos Humanos e Faculdade de Direito e Relações Internacionais), além de centros e redes de pesquisa, como o Conselho Latino-Americano de Ciências Sociais (CLACSO).

A cerimônia de premiação será realizada no âmbito da celebração dos 10 anos da instalação do ISM em Assunção, em uma das capitais do bloco, no mês de julho de 2019. Além dos ganhadores em cada uma das categorias, será financiada a participação de autores de trabalhos selecionados, que apresentarão suas análises em sessão pública.

Sobre os trabalhos

Os trabalhos deverão ter como referência principal o Estatuto da Cidadania do MERCOSUL. O documento contemplará uma série de direitos dos cidadãos do bloco e vem sendo discutido em um grupo de trabalho específico, vinculado à Comissão de Representantes Permanentes do MERCOSUL (CRPM), a partir do Plano de Ação do Estatuto da Cidadania.

Também, poderão ser apresentados estudos que considerem o desenvolvimento da ampliação da cidadania, em suas múltiplas dimensões sociais e econômicas, no âmbito nacional ou regional nos países do MERCOSUL. Para isso, poderão utilizar como referência o Plano Estratégico de Ação Social e a Declaração Sócio-Laboral, dentre outras normas que fazem referência à dimensão social do MERCOSUL.

Serão consideradas pesquisas que incluam estudos de caso ou em perspectiva comparativa, que analisem a expansão da cidadania e as políticas sociais de nossa região. Também são de interesse as experiências comparativas relacionadas com outros processos de integração regional, que podem contribuir com o entendimento e o desenvolvimento do MERCOSUL.

Características dos trabalhos

Para trabalhos de pesquisa, deverão enviar-se documentos de 15 a 25 páginas, com bibliografia incluída. Os trabalhos deverão ser inéditos e originais. O trabalho não poderá fazer referência ao autor da pesquisa (essa informação deverá estar presente somente no formulário de inscrição). O trabalho poderá ser em português ou em espanhol.

Com relação às teses, poderão apresentar-se recortes ou trabalhos completos sobre o tema (até 150 páginas), que já tenham sido aprovados em programas de pós-graduação. Qualquer menção à autoria ou ao programa em que foi produzido deve ser retirada do texto.

Mais informação no edital completo (em espanhol).

Fonte: UCIM com base no ISM.

2019-01-18T11:57:23+00:0018 de Janeiro de 2019|Assuntos Sociais, Concursos|